8 verdades que você deve encarar sobre a aposentadoria

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
verdades sobre a aposentadoria

Confira 8 verdades que você deve encarar sobre a aposentadoria.

1) O valor da aposentadoria não é igual ao valor do seu salário

Muitas pessoas ao se aposentarem se surpreendem com o valor da aposentadoria, pois o valor, via de regra é sempre menor do que o seu salário.

Isso acontece pois o salário de contribuição passa por vários cálculos até chegar ao valor do benefício de aposentadoria.

Nossa dica é se antecipar e fazer esse cálculo antes da aposentadoria para poder se planejar melhor. Esse cálculo é feito pelo Advogado Previdenciário.

2) Se aposentar mais cedo ficou mais difícil

A reforma da previdência mudou drasticamente as regras de aposentadoria para praticamente todos os tipos de aposentadoria.

Em meio a essas mudanças, passou-se a exigir mais tempo de contribuição ou mais idade para aposentadoria.

3) Ter uma forma de sustento que não dependa do INSS é uma excelente opção

Buscar uma forma de complementar a renda pode ser útil na maioria dos casos de aposentadoria. 

Como o benefício não é equivalente ao salário, pode ser que o padrão de vida sofra uma redução. Complementar a renda com trabalho ou mesmo privados pode ser uma opção para não depender apenas do benefício do INSS.

4) Sua capacidade de poupança deve ser cada vez maior

Pelos motivos que já mencionamos nos tópicos anteriores, ter a capacidade de poupar para usufruir na aposentadoria é uma que pode garantir o seu futuro.

5) Busque outras fontes de renda

Hoje, com o aumento da expectativa de vida, continuar trabalhando é a realidade de muitos aposentados. 

Cogite essa opção, caso isso seja possível para você, como forma de complementar e melhorar a sua renda após a aposentadoria.

6) Aplicações de longo prazo devem ser monitoradas

Para aqueles que apostam em investimentos privados para complementar a renda é importante sempre buscar o apoio de um especialista para avaliar a carteira de investimentos e identificar se aqueles investimentos ainda estão realmente lhe trazendo bons rendimentos ou se é necessário reorganizar a agenda.

7) Avalie o seu nível de gastos na aposentadoria

Conforme vamos avançando a idade há uma série de cuidados que precisamos intensificar para manter a nossa saúde. Por isso, fazer esse planejamento pessoal é importante para alinhar sua renda aos seus gastos.

8) Fique atento a eventos inesperados

Ser precavido é uma qualidade importantíssima após a aposentadoria. Como mencionamos, com a renda menor será necessário ter um planejamento mais alinhado para acobertar possíveis imprevistos.

Lembramos que se você ainda não se aposentou, o primeiro passo é fazer o planejamento previdenciário para identificar quanto você vai receber e quais são todos os seus direitos antes mesmo de entrar com o pedido de aposentadoria.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: