Aposentadoria dos Enfermeiros: conheça as regras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
aposentadoria de enfermeiro

Você sabia que os Enfermeiros possuem direito à Aposentadoria Especial?

Entenda por que isso é possível, quais são as regras e quanto recebe, hoje, o Enfermeiro que se aposenta de acordo com as novas regras trazidas pela Reforma da Previdência.

1. Sou Enfermeiro/Enfermeira, por que tenho direito à Aposentadoria Especial?

A Aposentadoria Especial foi criada para que pessoas que atuem em condições insalubres e perigosas tenham a possibilidade de se afastarem mais cedo dessas atividades que trazem riscos à saúde ou à vida.

No caso dos enfermeiros a atividade especial se deve pelo contato desses profissionais com os Agentes Biológicos.

Estes agentes nocivos podem ser vírus, bactérias, parasitas, fungos e bacilos e eles representam uma condição de insalubridade ao trabalhador.

2. Enfermeiro Aposentado pode continuar trabalhando?

Conforme recente entendimento do Supremo Tribunal Federal, resolvendo o tema 709, ficou decidido que não há possibilidade do segurado continuar trabalhando em atividade especial após concedida a sua aposentadoria.

Desta forma, o Enfermeiro pode continuar trabalhando após, desde que não desempenhe nenhuma função que proporcione a insalubridade.

Se isso não for possível, será necessário adotar outra profissão/função para continuar trabalhando e recebendo o benefício de aposentadoria.

3. Quais as Regras para Aposentadoria?

A Reforma da Previdência trouxe grandes mudanças para essa modalidade de aposentadoria.

Os enfermeiros que conseguiram completar os 25 anos de contribuição até o dia 12/11/2019, preenchendo os requisitos de insalubridade podem requerer o benefício, mesmo após a Reforma da Previdência, utilizando as regras antigas.

Pelas regras antigas, basta atingir o tempo de contribuição para ter direito ao benefício.

Já pelas novas regras a situação é diferente. Tanto para os segurados que estão nas regras de transição quanto para os novos segurados será necessário preencher o requisito idade, vejamos:

Regras de Transição

  • Aposentadoria por 25 Anos de Contribuição – 86 pontos

Para completar os pontos é necessário preencher o tempo mínimo de contribuição e o restante completar com idade.

Novas Regras

  • Aposentadoria por 25 Anos de Contribuição + 60 Anos de Idade

Apesar das regras passarem a ser bem mais rígidas agora, quando comparamos com a regra geral de aposentadoria, esta ainda apresenta condições de o segurado se aposentar mais cedo.

4. Valor da Aposentadoria

Após a Reforma o salário de benefício passou a ser 60% do salário de benefício + 2% para cada ano de contribuição a partir do 21º ano de contribuição.

Gostou deste conteúdo? Acesse o site da Advocacia Rodrigo Moura para saber mais sobre direito previdenciário e conversar com um advogado especializado.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: