O que é a averbação na CTC de professor concursado e como fazer?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Entenda o que é a averbação na CTC de professor concursado e como fazer.

Entenda o que é a averbação na CTC de professor concursado e como fazer.

O que é a averbação de tempo de serviço?

Nós temos dois regimes de previdência social o público (RPPS) e o geral (RGPS).

O regime de previdência público, RPPS, se aplicam os trabalhadores da União, dos Estados e dos Municípios.

Lembrando que os Municípios que não instituíram seu próprio regime de previdência, podem se valer do Regime Geral, (INSS).

O Regime Geral de Previdência Social é destinado aos trabalhadores que atuam no setor privado, ou, como mencionamos, aos municípios que não instituíram órgão próprio para a previdência para os servidores do Município.

Pois bem, muitos professores durante a sua vida de trabalho, exercem suas atividades tanto no setor privado quanto no setor público.  

Quando o professor vai se aposentar ele poderá reunir todo esse tempo de trabalho para agregar na aposentadoria.

Porém, para que isso seja possível, é necessário observar as duas dicas abaixo:

  1. Tempo concomitante não pode ser utilizado para ganhar tempo de contribuição na aposentadoria;

Tempo concomitante é aquele que você exerce ao mesmo tempo. Supomos que você tenha um cargo de professor pela manhã na rede privada e pela tarde na rede pública. 

Esse tempo de serviço é concomitante, ou seja, se o seu desejo é reunir tempo de trabalho para apenas 01 aposentadoria, você não pode contar esse tempo como tempo em dobro.

Nesse caso, é possível que você se aposente com 02 aposentadorias, ou seja uma no serviço público e outra do serviço privado,

Agora, se o seu caso é de uma pessoa que atuou 05 anos na rede privada e depois passou para a rede pública depois desses cinco anos. Nesse caso, se o seu desejo é reunir todo esse tempo para pedir uma aposentadoria, isso é possível. Você poderá pegar uma certidão de tempo de contribuição no INSS comprovando seu tempo de serviço na rede privada e apresentar no órgão de previdência que você esteja vinculado atualmente.

Dessa forma, você conseguirá somar esse tempo de serviço e esses cinco anos que exerceu na rede privada vão contar para o seu serviço público na hora da aposentadoria.

  1. O tempo que você averbou não pode ser utilizado para mais de uma aposentadoria

Se você averbou um tempo de contribuição de um regime para o outro, não será possível utilizá-lo em duas aposentadorias.

Utilizando o exemplo anterior, se você já averbou o tempo de serviço privado para aposentadoria no serviço público, você não poderá utilizar esse tempo novamente para se aposentar no serviço privado.

O que é CTC e como ela pode ajudar na sua aposentadoria

CTC significa Certidão de Tempo de Contribuição e é este documento que vai servir como prova para que você possa levar o seu tempo de serviço de um regime para o outro.

Se você é do Regime geral, poderá conseguir essa certidão no INSS, se você é do serviço público poderá obter essa certidão junto ao órgão que faz a previdência social vinculado ao ente para o qual você trabalha.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre este tema? Nos conte nos comentários.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: