Quais dependentes têm direito à pensão por morte?

pensão por morte

A pensão por morte é um benefício pago aos dependentes de pessoa que faleceu.

Essa pensão é devida pelo fator dependência financeira entre o beneficiário e o falecido.

O falecido pode ter sido um trabalhador rural ou urbano, sendo necessário apenas que este estivesse contribuindo para o INSS para que os dependentes possam usufruir do benefício.

pensão por morte

Quem tem direito à Pensão por Morte?

A pensão por morte é um benefício destinado aos dependentes do segurado do INSS. Porém, não poderá ser qualquer dependente, mas sim aqueles que a lei determina.

Conforme previsão do artigo 16 da Lei 8.2163/91 são dependentes do segurado:

  1. Cônjuge;
  2. Companheiro (que comprove união estável);
  3. Filhos e enteados (menores de 21 anos, desde que não tenham se emancipados ou devem ser inválidos);
  4. Pais (que comprovem a dependência econômica); 
  5. Irmãos não emancipados, menores de 21 anos ou inválidos (que comprovem a dependência econômica).

Para receber o benefício é necessário que o nome do dependente esteja constando no INSS na lista de dependentes.

Para aqueles que não estão cadastrados como dependentes é possível fazer esse requerimento após a morte apresentando as provas necessárias, porém, fazer este procedimento em vida é mais seguro e rápido.

Existem dependentes que são presumidos, como, os filhos menores, o companheiro e o esposo, porém, os demais devem fazer a comprovação.

Além disso, conforme artigo 16, da Lei 8.2163/91, a lista de dependentes deve ser considerada em grupos. Os dependentes I, II e III podem receber e dividir a pensão entre eles, e na existência deles, os dependentes dos itens IV e V não podem receber a pensão.

Dessa forma, se o dependente do item IV existir o do item V não receberá.

Como cadastrar um dependente no INSS?

Pensão por morte

Para fazer o cadastro de um dependente é necessário comprovar, como dissemos antes, que há uma dependência financeira entre as partes.

Após reunir a documentação que comprove a dependência, é necessário fazer a solicitação no INSS. 

Para quem necessita de auxílio para fazer a comprovação de dependência poderá contar com o auxílio de um advogado previdenciário para auxiliar e entrar com o pedido de inclusão de dependentes.

Qual o valor da pensão por morte?

A Reforma da previdência trouxe novidades em relação ao valor da Pensão por Morte.

De acordo com a nova regra os dependentes irão receber:

      • 50% do valor da aposentadoria para quem já era aposentado;
      •  Para quem não era aposentado: 50% do valor da aposentadoria por incapacidade permanente a que teria direito;
      • + Uma cota de 10% por dependente (até o limite de 100%)

Vamos exemplificar:

Se João, aposentado, falece e deixa esposa e 3 filhos menores. O valor da pensão será:

A base de 50% + 10% pela esposa + 10% pelo filho nº1 + 10% pelo filho nº 2 + 10% pelo filho nº 3.

TOTAL: 90% do valor da aposentadoria.

Se no nosso exemplo João não fosse aposentado, seria necessário fazer o cálculo de quanto ele receberia se estivesse aposentado por invalidez e após aplicar as porcentagens acima.

Gostou deste conteúdo? Acesse o site da Advocacia Rodrigo Moura para saber mais sobre direito previdenciário e conversar com um advogado especializado.

 

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.