Aposentadoria: Qual será o valor após a Reforma?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
valor aposentadoria reforma

Diante de tantas alterações trazidas pela Reforma da Previdência, hoje muitas pessoas estão sem saber qual seria o novo valor da aposentadoria.

Então, hoje vamos falar sobre o novo valor das aposentadorias após a Reforma da Previdência.

1. Salário de Benefício

O salário de benefício é a base para o cálculo de quase todos os benefícios previdenciários. 

A Reforma da Previdência trouxe uma grande mudança na forma de cálculo do salário de benefício, vamos conferir:

Após a Reforma o valor é:

  • Média aritmética de 100% dos salários de contribuição desde julho de 1994 até o último anterior à solicitação. 

Para fazer o cálculo é necessário atualizar o valor dos salários de contribuição, somar o valor deles e dividir pela quantidade.

O resultado será o salário de benefício após a Reforma da Previdência.

2. R.M.I – Renda Mensal Inicial

R.M.I – Renda Mensal Inicial significa o valor final que o segurado irá receber a título de aposentadoria.

Para chegar neste valor, primeiro se apura o salário de benefício – conforme explicamos no tópico anterior – e depois apuramos de acordo com a regra de cada aposentadoria qual será o valor da Renda Mensal Inicial.

A Reforma da Previdência trouxe a unificação da regra para identificar a Renda Mensal Inicial, porém, ainda sim, existem algumas regras diferentes quando lidamos com as regras de transição.

Vamos ver cada uma dessas situações e como identificar a Renda Mensal Inicial para cada caso:

  • Regra Geral: 60% do salário de benefício + 2% ao ano a partir do 21º ano de contribuição;
  • Regra de transição do Pedágio de 50%: 100% do salário de benefício aplicado o fator previdenciário;
  • Regra de transição do Pedágio de 100%: 100% do salário de benefício.

Essas são as regras das principais aposentadorias para identificar a renda mensal inicial.

3. Cálculo Previdenciário é essencial para uma aposentadoria segura

Fazer este cálculo é essencial para identificar se o seu benefício será concedido no valor correto, ou seja, nenhum centavo abaixo do devido.

Entendemos que este cálculo é detalhado e realmente envolve a análise profunda para que nenhum valor fique fora do lugar.

Se você está com dúvidas sobre a elaboração deste cálculo, não abra mão deste de fazer um Planejamento Previdenciário.

Através do planejamento será identificada qual regra poderá te ajudar a aposentar diante dos seus planos, ou seja, trabalhando menos ou com um salário de benefício melhor. 

Desta forma, com o cálculo correto você saberá exatamente quanto deve receber e qual é o melhor momento para se aposentar. 

Gostou deste conteúdo? Acesse o site da Advocacia Rodrigo Moura para saber mais sobre direito previdenciário e conversar com um advogado especializado.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: