Quem tem autismo têm direito ao Loas?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Quem tem autismo têm direito ao Loas?

Confira neste post os direitos do autista em relação ao benefício LOAS (BPC) e saiba quais são os requisitos exigidos pelo INSS para garantia deste direito.

O que é o LOAS?

Apesar do nome popular, o conhecido LOAS, na verdade, trata-se do Benefício de Prestação Continuada.

É um benefício assistencial do INSS, ou seja, para recebê-lo o segurado não precisa ser um contribuinte do INSS.

Tem direito a este benefício pessoas portadoras de deficiência ou idosos a partir dos 65 anos que preencham o critério de renda, que mencionaremos nos próximos tópicos.

O autismo dá direito ao LOAS (BPC)?

Quando o autismo desenvolver a incapacidade para o trabalho, seja ela física, sensorial, intelectual, social ou de adaptação,  o LOAS será devido.

Vale lembrar que crianças também têm direito ao benefício, desde que o grupo familiar preencha os requisitos necessários.

Já os adultos precisam comprovar que que não tem capacidade para trabalhar para seu próprio sustento.

Qual é a renda exigida para garantir o benefício?

Além dos requisitos que mencionamos anteriormente, outro requisito é que o segurado deve possuir uma renda máxima, para comprovar que realmente precisa daquele benefício.

O critério avalia a renda familiar, ou seja, de todos os que vivem na casa. 

Essa renda deve ser de no máximo 1/4 do salário mínimo por pessoa do grupo familiar.

Considerando que o salário mínimo em 2021 é de R$ 1.100,00, 1/4 do salário mínimo por pessoa significa R$ 275,00 por mês, por pessoa.

Perícia Médica e Social

A concessão deste benefício depende da realização de duas perícias, a médica e a Social. Vamos explicar cada um desses casos.

A Perícia Médica verifica o critério da deficiência e será feito por um médico do INSS, portanto, leve todos os laudos, relatórios médicos, de terapeutas, da escola, receitas médicas, enfim, tudo que você tiver referente ao autismo.

Já a Perícia Social é feita por uma assistente social, e avalia o critério de renda, tanto do beneficiário quanto do das pessoas do grupo familiar.

Eles podem solicitar a carteira de trabalho, termo de rescisão para os desempregados e despesas da pessoa com deficiência.

Quando o pedido é administrativo, normalmente não é feita visita em domicílio, mas, caso o INSS veja necessidade, isso pode ser feito, por isso apresenta desde o início do pedido toda a comprovação necessária, apresentando o máximo de provas possíveis.

Em caso de dúvidas, busque o apoio de um advogado previdenciário.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: