O Seguro Desemprego conta como tempo de contribuição para Aposentadoria?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
seguro desemprego conta para aposentadoria

Na hora de fazer o cálculo antes de pedir a aposentadoria surgem várias dúvidas. Uma muito recorrente que recebemos é “meu tempo de seguro desemprego conta na aposentadoria”?

Quer saber a resposta, continue a leitura deste post e descubra.

Antes de tudo, se você está próximo de se aposentar, uma dica valiosa é: faça o seu Planejamento Previdenciário.

Como o planejamento pode ajudar minha aposentadoria?

A Reforma trouxe muitas modificações e novas regras de aposentadoria, hoje existem mais de 10 regras de aposentadoria, fora as regras antigas, válidas para quem tem direito adquirido.

Para chegar à melhor decisão é necessária a análise detalhada da vida de contribuição do segurado, avaliação de leis antigas e atuais, além do cálculo previdenciário.

Toda essa análise é feita através do Planejamento Previdenciário.

Este serviço é responsável por otimizar a aposentadoria do segurado buscando melhores regras e identificando o tempo certo para se aposentar pela melhor regra possível.

Além disso, com o cálculo previdenciário em mãos você poderá identificar se o seu benefício foi concedido no valor correto, evitando erros do INSS na análise dos benefícios.

Se você busca uma aposentadoria com segurança, indicamos o Planejamento Previdenciário.

Seguro desemprego conta para minha aposentadoria

Como regra, no valor do seguro desemprego não há desconto da contribuição previdenciária. Isso quer dizer que enquanto você recebe o benefício você não está contribuindo para o INSS.

Nesse período você ainda está no período de graça e pode receber outros benefícios previdenciários, mas esse tempo não está contando como tempo de contribuição e carência para a sua aposentadoria, pois você não estará contribuindo para o INSS. 

Para que este tempo conte como contribuição e carência para aposentadoria será necessário que o segurado faça por si próprio as contribuições para o INSS.

Lembrando que a modalidade de contribuição que o segurado deverá fazer para manter o seguro desemprego é a contribuição como segurado FACULTATIVO.

A guia para pagamento pode ser gerada pelo próprio portal MEU INSS, se forma prática e segura. 

Além disso, no site você poderá conferir a data para pagamento, valores, se está em atraso ou não, e etc.

Para acessar o portal, caso seja sua primeira vez, será necessário fazer um cadastro, mas recomendamos que ele seja feito, pois o portal do INSS, além deste serviço oferece diversos outros como solicitação e acompanhamento de benefícios, solicitação de extrato do CNIS e muitos outras opções disponíveis.

Gostou deste conteúdo? Acesse o site da Advocacia Rodrigo Moura para saber mais sobre direito previdenciário e conversar com um advogado especializado.

Sobre nós

Fundado em 2009, a Advocacia Rodrigo Moura construiu com sua dedicação uma ótima reputação no âmbito do direito, atendendo os clientes e ajudando em suas necessidades e oferecendo assessoria completa durante o período de processo.

Últimas Postagens

Siga nos

Fale conosco

DEIXE NOS TE AUXILIAR, PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E RECEBA AJUDA PROFISSIONAL

Precisa de auxílio profissional?

Conte com nossos profissionais.

Bem Vindo(a)! 

Continuamos atendendo com horário marcado.

Deixe seus dados e entraremos em contato: